Radiohead e o vídeo que expõe a exploração infantil

1 05 2008

Chocante mas importante. É assim o vídeo da música All I Need dos Radiohead.

Porque a realidade da exploração infantil, ainda que à distância do conforto da maioria dos países ocidentais, continua a existir e não se antevê o seu fim.

 

Letra:

I’m the next act
Waiting in the wingsI’m an animal
Trapped in your hot car

I am all the days
That you choose to ignore

You are all I need
You are all I need
I’m in the middle of your picture
Lying in the reeds

I’m a moth
Who just wants to share your light

I’m just an insect
Trying to get out of the night

I only stick with you
Because there are no others

You are all I need
You’re all I need
I’m in the middle your picture
Lying in the reeds

It’s all wrong
It’s all right
It’s all wrong

 

 

Fonte: Público

Anúncios




Kurt Cobain – e já lá vão 14 anos

5 04 2008

Já escrevi sobre Kurt Cobain e os Nirvana aqui, mas a data de hoje justifica a repetição. Faz hoje 14 anos que Kurt Cobain faleceu, deixando os seu fãs em choque.

Como escrevi no outro post, a discussão em torno da sua morte, frequente quando se tratam de ícones controversos do mundo da música, e o seu legado musical, não deixam Kurt Cobain cair no esquecimento.

Pelo simbolismo do título, deixo o vídeo da música “Where did you sleep last night” do concerto acústico para a MTV.





Mark Knopfler

5 03 2008

mark-knopfler_001653_mainpicture.jpg

É já no próximo dia 4 de Abril que o antigo membro dos Dire Straits vai actuar no Campo Pequeno. O preço dos bilhetes varia entre os 25 e os 60€ e não vai dar o seu dinheiro como mal gasto.
Posso garanti-lo, porque assisti ao seu concerto no Pavilhão Atlântico, há cerca de três anos. Se a sua presença em palco está longe de ser exuberante, as suas prestações são absolutamente extraordinárias.
A digressão europeia tem o nome do último álbum de Mark Knopfler: Kill to Get Crimson, de 2007.

Deixo-vos os vídeos das músicas Brothers in Arms – ao vivo em Londres e Money For Nothing – uma actuação memorável, em que Mark Knopfler conta com a colaboração de Phil Collins, Sting e Eric Clapton. Como se costuma dizer, são como o Vinho do Porto…

Mais sobre Mark Knopfler:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Mark_Knopfler

http://www.markknopfler.com/





Groundation

29 02 2008

Quem vai passando aqui pelo blog, já vai percebendo que tenho um gosto musical muito variado.

Desta vez, vou falar-vos de uma banda de Reggae.

Os Groundation foram formados nos EUA, em 1998 e têm uma discografia que já conta com seis cds, dos quais eu destaco We Free Again.

O seu som mistura Jazz e Dub, como nenhuma outra banda, a meu ver.

Deixo-vos os vídeos da músicas “Nyabinghi Order ” e “Babylon Rule Dem”, os melhor exemplos da combinação de sons que caracteriza os Groundation – o 1º pela influência Dub e o 2º (sem imagem, mas com um grande som) mais pela influência Jazz. Aproveitem para ver os vídeos dos concertos. O som não tem grande qualidade, mas vale a pena.

Mais sobre os Groundation:

http://www.groundation.com/home.html

http://pt.wikipedia.org/wiki/Groundation





Kurt Cobain e os Nirvana

28 02 2008

nirvana.jpg

kurt_cobain.jpg

Descobri, cá por casa, um livro que nunca cheguei a ler e que já nem me lembrava que tinha, chamado: Nirvana & o som de Seattle, de Brad Morrel.
Primeira reacção: pôr o Unplugged in New York a tocar.

Kurt Cobain nasceu em Abardeen, Washington, a 20 de Fevereiro e abandonou o Mundo a 5 de Abril de 1994, deixando os fãs em letargia. A sua morte, como a de tantos outros, ainda é alvo de debates e especulação. Oficialmente, suicidou-se com uma espingarda, apresentando valores altíssimos de heroína e tranquilizantes no sangue.
Mas não é isso que importa na herança que Kurt e os Nirvana deixaram no mundo da música. A banda de Kurt Cobain, David Grohl (hoje, nos Foo Fighters) e Chris Novoselic atraiu as atenções para Seattle, associada à ascensão do Grunge.
Acima de tudo, os Nirvana deixaram-nos uma discografia extraordinária (digo eu…) que os imortaliza: Bleach(1989), Nevermind(1991), Incesticide(1992), In Utero(1993), MTV Unplugged in New York(1994), Live From the Muddy Banks of Wishka, Nirvana(2002) e With the Lights Out, estes 3 últimos lançados postumamente.

Deixo dois vídeos: o videoclip memorável de Smells like teen spirit e Pennyroyal Tea, no concerto que deram para a MTV. 

Mais sobre Kurt Cobain e os Nirvana:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Kurt_Cobain#Suas_.C3.BAltimas_semanas_e_morte

http://pt.wikipedia.org/wiki/Nirvana_(banda)

http://www.nirvanaclub.com/index.php?sc=3





E ganhou mesmo…

11 02 2008

Melhor Gravação do Ano e Melhor Canção, com “Rehab”, Artista Revelação, Melhor Álbum Pop, por “Back to Black”, e Melhor Voz Pop Feminina. Foram estes os cinco gardões atribuídos a Amy Winehouse.

Muitas questões têm sido levantadas em relação à cantora inglesa mas, se nos focarmos no plano musical, Amy Winehouse é uma justa vencedora, digo eu.

Já se sabia que não podia estar presente na cerimónia, por não ter conseguido visto para se deslocar aos EUA mas, como a ausência física é, hoje em dia, facilmente ultrapassável, cantou “You know I’m no good” e “Rehab” por videoconferência.

Mais sobre os Grammys:

http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1319246





Amy Winehouse

10 02 2008

Para quem não a conhece, um desafio interessante: veja e fotografia de Amy Winehouse e depois veja o vídeo da música “Valerie”. Surpreenda-se…

 amywinehouse.jpg

Amy Winehouse é uma das grandes favoritas para a edição dos Grammys, que vai decorrer hoje, com seis nomeações.
O seu último álbum, “Back to Black”, foi o mais vendido de 2007, com cerca de seis milhões de cópias vendidas no mundo inteiro.
Como escreve Alexandre Costa, do Expresso, “a força da música de Amy Winehouse está intimamente ligada a um percurso de excessos, de droga e de álcool”.

Amy-Jade Winehouse nasceu em Londres, a 14 de Setembro de 1983. Aos 24 anos, há cerca de uma semana, entrou finalmente numa clínica de reabilitação.

Fonte: Expresso

Saiba mais sobre a cantora:

http://blitz.aeiou.pt/gen.pl?p=stories&op=view&fokey=bz.stories/6984

http://pt.wikipedia.org/wiki/Amy_Winehouse