San Sebastian, Espanha – Quando as cores se escondem no nevoeiro

26 09 2007

Este é um texto que publiquei no meu blog Outrascoordenadas no dia 31 de Maio deste ano. O texto acabou por ser editado no suplemento Fugas, do Jornal Público, embora, estranhamente, tenham colocado uma fotografia diferente da que lhes enviei.
As viagens, como já referi, são uma das minhas grandes paixões e escrever sobre as cidades que visitei, tornou-se uma das minhas actividades de eleição.


A vizinha Biarritz roubou-lhe os turistas que procuram passar férias em praias famosas. E ainda bem.
Não se pode dizer que tenha sido esquecida pelos turistas. Há um turismo significativo mas que ainda nos deixa circular à vontade pela cidade.
O nevoeiro constante tenta esconder a beleza desta cidade basca. Não consegue. Pelo contrário, dá-lhe um toque especial e memorável.
Imagino-a quando chove. Aí as cores que a pintam e se escondem ganharão brilho certamente.
À noite, entre os encontros na praia e uma especie de Bairro Alto mais asseado e mais silencioso, tem que sobrar tempo para um passeio ao longo da marginal.
A calma e a beleza que a cidade nos oferece servirão de inspiração a muitos artistas certamente. Do alto da cidade tem-se uma fantástica, ainda que turva imagem da cidade.
Uma surpreendente quantidade de pessoas faz jogging pela cidade, demonstrando bem a tranquilidade e bom ambiente que se vive em San Sebastian. O senhor que toca saxofone num pequeno túnel por onde todos passam, dá-lhe um toque romântico.
A “Bahía de la Concha” como que abraça a pequena Ilha de Santa Clara.
Imagino-me a passar aqui uma temporada. A calma, a beleza, a praia, o mistério que o nevoeiro causa, deixam saudade quando se abandona a cidade.
Vale a pena visitar San Sebastian. Provavelmente mais no Inverno do que no Verão até…

Anúncios




Fiction Plane

23 09 2007

Diz-se que filho de peixe sabe nadar. Joe Sumner é um evidente exemplo disso mesmo.

O nome pode, ainda, não ser muito conhecido, mas se disser que o seu pai é conhecido por Sting, certamente despertará uma curiosidade natural.

As semelhanças da voz e do estilo musical da sua banda, os Fiction Plane, trazem-nos à memória os Police, que actuam no Estádio do Jamor, no próximo dia 25, com a abertura do concerto entregue à banda de Joe Sumner.

Left Side Of  The Brain é o nome do novo álbum desta banda que promete dar muito que falar.

Deixo o vídeo do single Two Sisters, aqui tocado em acústico.

Digam lá se a descendência não está assegurada… 





Os Lobos

21 09 2007

É com grande orgulho e admiração que tenho acompanhado a surpreendente prestação da nossa Selecção no Mundial de Rugby que decorre em França.

Nunca fui um grande entusiasta da modalidade nem, tão pouco conhecia as regras do jogo. Mas sei o suficiente para me render à gloriosa e exemplar entrega com que os nossos jogadores, os únicos amadores que alguma vez participaram num mundial da modalidade, têm  pautado as suas exibições, ao ponto de deixarem a imprensa internacional absolutamente rendida.

Assim, foi com indignação que vi num fórum uma citação do director do 24 Horas, Pedro Tadeu, que passo a trancrever:

OS GLORIOSOS MALUCOS DO RÂGUEBI NACIONAL

Achei graça ver uma trintena de mastodontes a cantar, de lágrima no olho e voz tonitruante, o hino nacional sem tropeções na letra e um “Às armas! Às armas!” realmente bélico e convicto.

Achei graça ver betinhos que estudaram nos Maristas, no Colégio Moderno ou no São João de Brito, acharem que o modo de atingirem a glória na vida é ir para França levar séries de 80 minutos de tareia grátis.

Achei graça ver o comovente empenhamento com que aqueles latagões se atirarem ao jogo, numa teimosa embrulhada de pisadelas, puxões, placagens, molhadas confusas de braços e pernas, choques titânicos de corpos de 120 quilos lançados em louca correria.

Achei graça a isso tudo e sinto simpatia por aqueles cavalheiros mas, francamente, está a fazer-me uma confusão, depois do Portugal-Escócia em râguebi de domingo, ler por aí crónicas a rodos a colocar os nossos “Lobos” ao nível de heróis nacionais…Vamos lá ver: os rapazes empenharam-se mas, afinal, perderam por 46 pontos de diferença, caramba! Isso, no meu tempo, chamava-se uma abada… ou não?

Por: Pedro Tadeu, Director do 24 Horas in Global”

Por se tratar de um texto, não posso dizer que o senhor tenha perdido uma boa oportunidade para estar calado, mas perdeu, seguramente uma boa oportunidade para pôr as mãos nos bolsos.

Digam lá quem pode criticar estes bravos jogadores, cujo amor à camisola abriu os noticiários em França…





WordPress vs. Blogger

20 09 2007

Tenho um blog em cada uma das plataformas e, estando este ainda a dar os primeiros passos, já noto algumas diferenças.

Desde logo, o formato dos blogs WordPress tem um aspecto muito mais organizado para quem o visita.

A grande falha, parece-me, é o corrector ortográfico só se aplicar a textos escritos em inglês.

 O Blogger, nesse aspecto é superior, embora haja algumas palavras em português que não reconhece. Tem o grande defeito de facilmente darmos por nós com a barra lateral completamente desorganizada e desagradável para os visitantes.

O balanço ainda é pouco aprofundado mas parece-me que o WordPress é superior, especialmente na óptica do visitante. 





Ligre

20 09 2007

O ligre é um cruzamento entre um leão macho e um tigre fêmea. É um híbrido estéril, o que significa que a sua expansão será muito difícil.

Estranho mas verdadeiro…





Nunca assaltar uma escola de karaté

20 09 2007

karate.jpgFoi no passado dia 7 deste mês, que um assaltante cometeu a imprudência de tentar assaltar uma escola de karaté.

O episódio deu-se na cidade de Santander, a norte de Bogotá, na Colômbia.

“O indivíduo entrou na escola de artes marciais com uma arma de fogo na mão. Os alunos reagiram e usaram seus conhecimentos para desarmá-lo”, disse o comandante da polícia local, coronel Julio Cesar Santoyo, numa entrevista à rádio Caracol.

A ousadia levou a assaltante ao hospital mais próximo, onde foi internado para curar os golpes causados pelos pretensos assaltados.

Pois é, não que eu tenha alguma experiência na matéria, mas parece-me óbvio que quando se planeia um assalto, convém sabermos quem serão as vítimas…

Fonte: Globo





Apresentação

19 09 2007

O meu nome é Nuno, tenho 22 anos e pertenço há alguns meses a este fascinante mundo da blogosfera.

Em Abril deste ano criei o meu blog outras coordenadas como resultado de largos meses a digerir a minha experiência numa viagem de inter-rail em Agosto do ano passado. Desse blog, saíram 3 textos publicados no suplemento Fugas, do jornal Público: um sobre Florença, outro sobre San Sebastian e o último sobre a Horta, na ilha do Faial.

Se as viagens são a minha paixão, e espero continuar durante muito tempo a alimentar o “outrascoordenadas”, o mundo em que vivemos é demasiado grande para focar a minha escrita apenas nessa temática.

Escolhi o título “digo eu” porque o que vou escrever neste blog serão meras opiniões ou textos avulsos.

Começo agora uma nova fase da minha vida, com o início da minha licenciatura em Comunicação Social, depois de dois anos a deambular no curso de Economia.

Enquanto caloiro posso ainda, de alguma forma, alhear-me do rigor a que estarei sujeito quando me formar como jornalista. Os meus textos, por enquanto, serão o reflexo do que sinto enquanto espectador do Mundo.